Meus balbucios

Um livro e dois chapéus

Ele estava lá. Eu também estava. Só conhecia seu nome e sobrenome, nada mais. Mas sabia que a qualquer momento poderia trombar com ele. Eu estava com meu chapéu e alguns livros. Ele também estava de chapéu. Estávamos num lançamento de livros. Inclusive, ele ganhou uma boa obra autografada nesta noite. Em seguida, todos puxaram um “parabéns pra você” e gritaram seu nome. Meu coração tomou um susto. Meus lábios sussurraram seu nome. Nessa hora, meu olhar timidamente o encontrou.  Depois de ter conhecido seus olhos, parti. Parti sem saber como era sua voz. Tentei esquecer esse acontecimento, afinal ele seria uma possibilidade remota. Mas não pude deixar de cativar essa curiosidade sobre ele. O tempo se encarregou de aumentar esse desejo. Minha curiosidade e a sua entraram numa sincronia. O fato é que essa sintonia causou em nós uma vontade de reviver o ainda não vivido. Não sei bem quem é ele, mas o conheço há tempos.  Só sei que sinto saudade dos carinhos que ainda não trocamos. Dos beijos doces que nos permitimos. Dos risos incontroláveis em momentos de calmaria. Dos abraços longos e apertados. Das palavras aconchegantes. Ele faz parte das mais belas recordações. Lembranças da imaginação. Mas são reais. Cabem dentro do nosso mais puro desejo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s